Comissão de Finanças aprova projeto que extingue faixas salariais de PMs e bombeiros até 2026

O Governo do Estado venceu a batalha com a oposição e conseguiu aprovar na Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa, sem alterações, o projeto que extingue as faixas salarias dos policiais militares e bombeiros militares até 2026 e concede reajuste de 3,5% em 2024, 3,5% em 2025 e 3% em 2026 para as duas categorias.

Após um longo debate, que entrou pela tarde, o relatório do deputado estadual Diogo Moraes, propôs uma alteração na proposta original. Ele antecipava em um ano, para 2025, o fim das faixas da categoria. Após a leitura da posição do relator, a deputada estadual Socorro Pimentel (União), abriu divergência para derrubar a proposta de Moraes. Ela alegou que a sugestão feria a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“A base da polícia só vai sentir um gostinho desse dinheiro em 2026. É uma antecipação de R$ 100 milhões, que é muito fácil organizar no orçamento. Dizer que meu relatório aumenta despesa, não aumenta. E nem fere a Lei de Responsabilidade Fiscal”, destacou Diogo Moraes.

A comissão encerrou a questão por um placar de cinco votos contra o relatório do deputado e quatro a favor, derrubando a proposta do relator. A proposta segue para a Comissão de Administração.

Os debates sobre a matéria foram longos. Começaram às 12h e só terminou por volta das 13h30. Os deputados de oposição buscaram esticar ao máximo a sessão, fazendo falas longas e que giravam e não traziam novidades para a discussão. Na sala ao lado, a Comissão de Administração aguardava para analisar o projeto, que está tramitando em regime de urgência.

Coronel da reserva e com a vida polícia ligada aos policiais militares, Alberto Feitosa levou ao debate a questão da insatisfação da tropa com a proposta do Governo

“Quem votar contra está votando contra os policiais militares e contra a segurança pública de Pernambuco”, alertou Feitosa.  

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

2 respostas

  1. Infelizmente a oposição não tem argumente. Nem convencimento, tudo isso poderia ser resolvido no diálogo com a categoria e a governadora. O diálogo é o melhor caminho para o bem comum de todos. Acho melhor buscar o diálogo os tais citados. Na minha opinião da forma que está sendo feito e discutindo, só quem perde e a nossa segurança, isso só acarreta no povo pernambucanos. O legislativo estadual precisam se unir em prol do povo, deixar de lado as diferenças políticas e aprovar aquilo que vem trazer benefícios para o seu povo e segurança financeira para ambos lados. Desejo sucesso ao legislativo estadual que Deus abençoe sempre os senhores e senhoras!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp