Alepe oferece oficina gratuita sobre captação de recursos em editais

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) promove na próxima terça-feira (26) uma oficina gratuita de captação de recursos em editais. As inscrições estão abertas pelo Instagram da Escola do Legislativo (Elepe): https://www.instagram.com/escoladolegislativope/ A capacitação será realizada na sede da Elepe, na Rua da Aurora, 763, das 13h às 18 horas. Estão sendo oferecidas 70 vagas. Ministrada pelo doutor em Letras e professor da Universidade de Pernambuco e da Unifafire, Frederico Machado, a oficina é voltada para pessoas físicas e entidades interessadas em captação de recursos via editais públicos e privados.

“A ideia é construir um projeto esqueleto e apresentar alguns editais atrativos voltados para a mulher, por conta do mês de março, e para demais interessados. Traremos algumas coisas específicas, mas o conteúdo geral pode ser aproveitado por qualquer pessoa, seja no âmbito público ou privado”, informa Frederico Machado.

Segundo o professor, a oficina não será apenas teórica.

“Nossa ideia é oferecer aos participantes as principais etapas de diversos editais. Evidentemente que cada edital tem suas especificidades, mas nossa ideia é fazer um quadro geral para que a pessoa possa adaptar ao edital de seu interesse”, explica.

Ainda de acordo com Machado, Pernambuco oferece grandes oportunidades em captação de recursos, principalmente em editais para seleção de projetos pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) e pela Lei Aldir Blanc. Outras áreas que atraem financiamento via editais são educação (com recortes étnico e de gênero), direitos humanos e, principalmente, inovação em tecnologia.

A engenheira agrônoma Andrea Oliveira já garantiu sua vaga na oficina. Ela acredita que a iniciativa da Alepe é uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos, sobretudo na área de empreendedorismo feminino.

“O que despertou meu interesso foi a temática ser voltado para ações em defesa das mulheres. Infelizmente, quando se diz respeito a mulheres, os editais ainda são escassos, considerando o tamanho das demandas. São necessários projetos para o enfrentamento da violência contra a mulher, para o fortalecimento do empreendedorismo e profissionalismo feminino, são várias as demandas em diversas áreas”, ressalta Andrea Oliveira.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp