Sinais de alerta na saúde financeira de Olinda

Márcio Didier

Administrações chegam, passam e a história não muda. Olinda não consegue buscar alternativas para o financiamento da administração municipal. Uma das fontes de recursos, o IPTU sofre com inadimplência histórica, que por vezes chega a mais de 70% dos imóveis com algum tipo de débito. Apesar disso, o município sempre conseguir andar com as próprias pernas. No entanto, notícias divulgadas nesta última semana acendem sinal de alerta.

Em entrevista na TV, um gari denunciou que estava há dois meses sem salário. Nos últimos dias o Hospital Tricentenário divulgou que os repasses da prefeitura para o centro médico estava atrasado desde outubro. No último dia 10, o marciodidier.com.br recebeu informações que o salário de professores sob contrato ainda não havia caído na conta.

Outro lado

Sobre a questão do Hospital, a secretária de Saúde, Ana Cláudia Callou, informou que outubro foi pago no último dia 10 e acrescentou que novembro e dezembro ainda estava sendo feito o levantamento. E o pagamento da próxima parcela está prevista para 9 de fevereiro, um dia antes do Carnaval. O Tricentenário é o principal hospital a atuar no período de Momo. Até pela proximidade da folia. Já os professores terceirizados receberam na noite do dia 10.

O ano de 2023 foi complicado para os municípios por causa da queda do Fundo de Participação dos Municípios. Apesar disso, o Governo Federal atuou para diminuir o impacto dessa queda de repasse.

Mas é muito preocupante que um município grande como Olinda enfrente uma série de notícias sobre instabilidade financeira. Principalmente quando a cidade está a menos de um mês da sua principal festa, o Carnaval, e do retorno dos alunos às aulas. Uma dificuldade isolada, pode até acontecer por uma questão circunstancial.

Mas noticias de instabilidade financeira em várias áreas, é muito preocupante, pois sugere um desarranjo contábil da prefeitura. Aí é um fato preocupante.

O marciodidier.com.br procurou a Prefeitura de Olinda na sexta-feira (13) e até a publicação desta coluna não havia recebido retorno. Tão logo que entrem em contato, colocaremos a posição da gestão municipal.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp