Necessitando de requalificação, Cais do Sertão receberá investimentos superiores a R$ 5 milhões

 Um dos principais museus do Estado, o Cais do Sertão sofre com a falta de manutenção. Mas isso está perto de acabar. A Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), junto com a Secretaria de Turismo e Lazer (Setur-PE), conseguiu a liberação do convênio com o Porto Digital, um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, que tem por objetivo viabilizar a requalificação dos equipamentos audiovisuais do Centro Cultural Cais do Sertão. O prazo para a conclusão total é de 13 meses.

Os recursos, que estava travado desde 2018, foi liberado no final de 2023, pelo Ministério da Cultura. Agora, o Museu receberá investimentos superiores a R$ 5 milhões para executar o plano de trabalho previsto.    

Dentre os principais serviços que fazem parte deste plano e listados como prioridade estão a aquisição de novos equipamentos audiovisuais mais modernos, para resgatar a proposta do Museu, que é oferecer um espaço cultural interativo e tecnológico para os visitantes, e a criação de um novo acervo, com novas peças, que serão somadas a exposição permanente intitulada “O Mundo do Sertão”, para aumentar o acervo trazendo ainda mais elementos que representem a cultura nordestina e sertaneja.    

Ações

Desde o início da nova gestão, o Governo Raquel Lyra vem desenvolvendo ações de melhorias no Cais do Sertão. Recebido com inúmeros danos, o Cais passou por serviços de reparação na estrutura elétrica e hidráulica, troca das condensadoras de ar-condicionado central e reforço nos sistemas de segurança e prevenção contra incêndio.

O espaço também passou por avaliações de infraestrutura e identificação de materiais utilizados em sua construção, como é o caso do piso, que pela especificidade requer uma atenção diferente.    

Novas experiências

De acordo com o presidente da Empetur, Eduardo Loyo, todo um trabalho em conjunto tem sido feito pelo Governo do Estado, Empetur e Setur para garantir a requalificação do Cais do Sertão, e entregar para a população um espaço cultural interativo, tecnológico e que oferte novas experiências a quem o visita.    

“Destravar esse recurso que estava parado desde 2018 e poder usá-lo em prol do nosso Museu é sem dúvidas uma grande conquista e satisfação para a gente. Vamos poder recuperar a parte interativa do Cais do Sertão, adquirindo novos equipamentos audiovisuais mais modernos para substituir a tecnologia que está lá, e trazendo com força a proposta do Cais, que é oferecer uma experiência interativa, uma imersão na cultura nordestina e sertaneja. Vale pontuar que a Gestão atual recebeu o Cais do Sertão, no ano de 2023, com 90% dos equipamentos audiovisuais interativos sem funcionar, eles estavam sem manutenção e não foram substituídos. O nosso foco agora é trabalhar para entregar o Museu requalificado e mais moderno para os visitantes”, afirma Eduardo Loyo.    

Prazo

A liberação de algumas das instalações do Cais do Sertão está prevista para acontecer a partir de 30 dias. Já o prazo para a finalização de todo o plano de trabalho é de 13 meses. Vale ressaltar que, em 2023, o Museu Cais do Sertão recebeu um público de 69.239 visitantes e realizou 63 eventos culturais, incluindo ações sociais. Os dados significam um incremento de 40% de público quando comparado ao ano de 2022.

Leia também:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp