Encontro Brasileiro de Urbanismo em Áreas Centrais reuniu especialistas em Recife

O Recife recebeu, de 12 a 14 de junho, o 1º Encontro Brasileiro de Urbanismo em Áreas Centrais. O evento, que reuniu profissionais, pesquisadores e gestores públicos de todo o país, teve como objetivo discutir e propor soluções para a revitalização dos centros urbanos brasileiros. Com a participação de especialistas de diversas áreas, o encontro, promovido pela Prefeitura do Recife, através do programa Recentro, abordou a temática de forma abrangente e interdisciplinar, buscando políticas públicas integradas para a reabilitação urbana. A programação incluiu painéis, mesas-redondas, oficinas e visitas técnicas a projetos de sucesso no Recife, além da formalização de um acordo de cooperação para a criação da Rede Brasileira de Urbanismo em Áreas Centrais.

O Encontro Brasileiro de Urbanismo em Áreas Centrais foi uma oportunidade para o debate e a troca de experiências entre os participantes.

“Foram três dias muito intensos, de muitas trocas. Nove capitais puderam mostrar suas experiências, os painéis sempre foram compostos por um membro da academia e um membro da gestão pública. Então, a gente tem esse contraponto, esse olhar crítico daqueles que estão no dia a dia, com a mão na massa e aquele olhar mais reflexivo da produção acadêmica e intelectual da academia. A gente pôde comparar essas experiências, observar que os desafios são os mesmos para áreas centrais. A questão da insegurança, tem pessoas em situação de rua, povos ociosos, a falta de atratividade para moradia”, pontuou Ana Paula Vilaça, chefe do Gabinete do Centro do Recife (Recentro).

O acordo, assinado na quinta-feira (13) durante o encontro, formaliza a cooperação entre as cidades, vinculando-as à concretização dos objetivos da rede sem a necessidade de transferência de recursos financeiros. A Rede Brasileira de Urbanismo em Áreas Centrais nasce com a ambição de se tornar referência nacional na busca por soluções inovadoras e eficazes para os desafios enfrentados pelos centros urbanos brasileiros.A iniciativa, que reúne cidades como Recife, Manaus, Campo Grande, São Luís, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre, tem como objetivo impulsionar a revitalização urbana de forma conjunta e sustentável.

“A gente agora faz parte de uma rede, oficialmente, dentro da plataforma da Rede de Desenvolvimento Urbano Sustentável (ReDUS),  que vai permitir que a gente troque essas experiências de forma contínua, avaliando cada um as suas políticas, os seus programas, para que a gente aperfeiçoe e fomente as boas práticas. E sem inventar moda, acho que isso é fundamental. A gente não precisa partir do zero, essas experiências mostraram o que já vinha acontecendo no Brasil, inspiradas até em experiências internacionais, e que caminhos a gente pode seguir”, acrescentou Ana Paula.

Foto:  Izabele Brito / Recentro

Veja também:

Prefeitura do Recife nomeia 330 novos professores para a Rede Municipal de Ensino

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp