Alepe lança exposição com material reutilizável em parceria com a Cepe

Num momento em que a natureza pede socorro para o descarte correto de materiais, transformar em obras de arte produtos que teriam o lixo como destino final vem sendo usado com criatividade e imaginação pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). As peças poderão ser vistas na exposição ‘Galeria Reciclada da Alepe’, que será aberta ao público nesta quarta-feira (05/06), a partir das 9h, no hall superior do Edifício Miguel Arraes, sede da Alepe. A exposição faz parte das atividades programadas pela Alepe em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, festejado em 05 de junho.

As obras, criadas pelo artista plástico Júlio Gonçalves, ficarão em exposição de 05 a 21 de junho, no horário de funcionamento da Alepe. Nesse período, o público terá a oportunidade de conhecer um pouco do acervo do projeto de sustentabilidade da Cepe. As peças são produzidas a partir de produtos reciclados como papel triturado, papelão, arame, madeirite, cola e rolos de fita durex. Na oficina da editora, os materiais que seriam descartados vão aos poucos ganhando outros formatos e contornos para virar quadros, esculturas, painéis e peças utilitárias.

OFICINA


Além da exposição, a Alepe promoverá uma oficina com produtos recicláveis para estudantes de escolas públicas do estado. A proposta é que, após o curso, os alunos possam se transformar em empreendedores e consigam renda própria com a venda dos objetos confeccionados. As aulas serão ministradas pela Cepe de 19 a 20 de junho. Serão 120 estudantes, divididos em duas turmas de 30 alunos cada, uma no horário da manhã e outra à tarde. As aulas serão ministradas pelo artista plástico e funcionário da Cepe Júlio Gonçalves, 84 anos, criador da Galeria Reciclada.

De acordo com Júlio, a Galeria Reciclada da Cepe tem como foco a responsabilidade ambiental.

“Neste trabalho temos a parte social, de formar facilitadores e levar o projeto às periferias para replicar, formar mais pessoal para trabalhar e ter sua própria renda”, explicou Júlio, artista autodidata.

O projeto de sustentabilidade da Cepe surgiu em 2017 pelas mãos de Júlio Gonçalves. Foi a partir daquele ano, conta o artista plástico, que a sobra dos resíduos sólidos das máquinas encadernadoras usadas para produzir livros, revistas e jornais na editora começou a ganhar outras formas e uso, a partir de uma iniciativa de preservação ambiental e cidadania.

Na Cepe, uma parte do papel é doado e a outra segue para a Galeria Reciclada, gerando assim um impacto positivo ao meio ambiente.

“No início comecei a fazer teste com o que sobrava da máquina encadernadora para saber no que poderia se transformar. O projeto ganhou vida e sempre que possível apresentamos as peças”, lembrou Júlio.

Algumas obras chegam a ter mais de dois metros. São esculturas, painéis, quadros, peças utilitárias com inspiração em pássaros, peixes, flores e figuras totêmicas, tudo produzido com material reutilizado, de acordo com o artista plástico. Maiores informações sobre a venda das peças é só acessar [email protected] ou pelo telefone: 3183.2767 (Cepe).

ATIVIDADES


Além da exposição Galeria Reciclada, a Alepe vem promovendo diversas atividades para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente. A programação inclui palestras, audiência pública, visitas técnicas no interior do estado e atividades com estudantes sobre educação ambiental. As ações sobre a semana do Meio Ambiente são coordenadas pela Comissão de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal.

Paralela à exposição, haverá nesta quarta (5), às 10h, a palestra “Desertificação em Pernambuco: desafios e enfrentamentos”, no auditório Sérgio Guerra. Os participantes vão discutir as causas, consequências e estratégias para enfrentar o problema no estado. Os especialistas em meio ambiente, climatologia e gestão de recursos naturais vão abordar sobre a perda da vegetação, a redução de fertilidade do solo, escassez de água e os impactos socioeconômicos para a população.

Serviço:

Abertura da exposição Galeria Reciclada na Alepe
Data: 05 de junho, às 9h
Local: Hall superior do Edifício Miguel Arraes
Período da exposição – de 05 a 21 de junho

Oficina para estudantes de escolas públicas – 19 e 20 de junho

Palestra: Desertificação em Pernambuco
Data: 05 de junho, às 10h
Local: Auditório Sérgio Guerra

Visitas técnica às cidades de Petrolina e Serra Talhada
Data: 06 e 07 de junho

Veja também:

Alepe Cuida Serra Talhada

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp