Alepe promove ‘aula de história’ ao ar livre com passeio ciclístico e sorteio de bicicletas

Que tal uma programação gratuita neste domingo (28/04) envolvendo história, belas paisagens e prédios históricos associada à atividade física e saúde mental? Os interessados podem desfrutar de tudo isso com o passeio ciclístico PedalAlepe, promovido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco. A concentração está marcada para às 8 horas, na Rua da Aurora, em frente ao Museu Palácio Joaquim Nabuco. A saída está prevista para às 9h.

Em sua segunda edição, o evento terá como tema os 200 anos da Confederação do Equador e faz parte das comemorações do aniversário de 189 anos da Alepe. Num trajeto de 7,7 quilômetros os participantes vão conhecer locais e prédios históricos que marcaram o movimento revolucionário de lutas libertárias, liderado por Frei Caneca em 1824, em Pernambuco.

Retirada dos kits

A Alepe abriu 2.500 vagas online para o evento. As inscrições se encerram nesta semana. A entrega dos kits será realizada em dois dias. Para os ciclistas que querem se antecipar podem pegar o material no sábado (27), das 10h às 17h, no hall da Biblioteca da Alepe, ou no no domingo (28), das 7h às 8h30, na concentração do evento. Os participantes devem apresentar um documento de identificação ou comprovante digital da inscrição.

Diante da demanda, a coordenação do PedalAlepe decidiu abrir o evento para novos participantes, porém sem direito a kit inicialmente. Basta trazer sua bike e um quilo de alimento não perecível para doação. Em caso de desistências dos inscritos, os kits serão redistribuídos por ordem de chegada de novos participantes. Haverá o sorteio de 10 bicicletas para os inscritos no final do circuito.

Roteiro


O circuito PedalAlepe terá oito pontos que serão identificados por totens ilustrativos com explicações sobre cada local. Um locutor explicará a importância das estações para o movimento da Confederação do Equador que marcou as lutas libertárias em Pernambuco.

Os participantes passarão, por exemplo, pelo Arquivo Público (prédio onde Frei Caneca passou seus últimos dias), pela Igreja Nossa Senhora do Carmo (onde o religioso foi ordenado sacerdote e, acredita-se, seja o local do túmulo do religioso) e pelo Forte das Cinco Pontas (onde o Frei Caneca foi morto a tiros).

Para garantir segurança e conforto aos participantes, a Alepe disponibilizará equipamentos de apoio, oficina volante e suporte como ambulância, banheiros químicos, lixeiras, além de três pontos de distribuição de água ao longo do circuito.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp