Com discursos de unidade, MDB reafirma apoio a João Campos

Em uma cerimônia organizada para reafirmar o apoio ao prefeito do Recife e candidato à reeleição João Campos, o MDB reuniu os principais nomes da sigla no Estado para demonstrar que a decisão de permanecer ao lado do socialista foi tomada pelo conjunto da legenda, em unidade. Isso foi reforçado várias vezes. Além da questão do apoio, o partido também recebeu dois vereadores do Recife (Tadeu Calheiros e Mirinho). Com isso, a bancada na Câmara passa a contar com três parlamentares (o atual líder do Governo,Samuel Salazar, já fazia parte da legenda). E o partido que estava com dificuldade na chapa proporcional recebeu vários nomes que deixarão o grupo competitivo na disputa pelas cadeiras na Casa de José Mariano.

Ao longo dos discursos, várias referências à aliança formada entre o então governador Eduardo Campos e o senador Jarbas Vasconcelos, em 2012. Ao iniciar a sua fala, o senador Fernando Dueire fez questão de anunciar a presença do seu suplente, Adilson Gomes, socialista histórico e fiel escudeiro de Miguel Arraes.

No mesmo sentido, das relações históricas, o presidente estadual do MDB, Raul Henry, destacou passagens vividas as lado de Miguel Arraes e Eduardo Campos e os gestos do PSB com o MDB.

“Como o MDB não conseguiu montar chapa para deputado estadual, o deputado Jarbas Filho disputou pelo PSB. Após a sua eleição, o PSB teve o gesto de grandeza de lhe dar duas cartas de anuência para que ele voltasse a sua casa, que é aqui, no MDB. Na prefeitura do PSB, participamos com o Murilo Cavalcanti desde o início da gestão e realizamos esse projeto que, recentemente, foi premiado pela ONU como projeto social de maior impacto no mundo, que é o Compaz. Nós não poderíamos, depois de tudo isso, de apoiar um jovem prefeito, que tem 80% de aprovação na cidade e é o prefeito com maior aprovação no Brasil. Esse é o caminho natural. Não há que se estranhar em nada o caminho que nós tomamos”, destacou Raul Henry.

Discursaram ainda o secretário de Segurança Cidadão, Murilo Cavalcanti, o vereador Tadeu Calheiros, o senador Fernando Dueire. O deputado Jarbas Filho, alegando o horário e o calor, abriu mão de discursar.

Mãos dadas

Numa das falas mais emblemáticas, o prefeito de Vitória de Santo Antão, Paulo Roberto, após justificar a ausência da filha, a deputada federal Iza Arruda, que participava de sessão em Brasília, falou sobre a unidade. E pediu para que todos dessem as mãos, às erguessem e gritassem MDB, como uma forma de mostrar que a legenda está unida.

O prefeito João Campos destacou que vai trabalhar para que o MDB cresça cada vez mais no Recife. E que é muito importante que o partido esteja unido, sem qualquer tipo de intervenção na instância estadual do partido.

“Aliança boa, parceria boa, é aquela onde a gente vê o nosso parceiro feliz, animado, crescendo. Então o meu desejo é ver o MDB cada vez mais forte na cidade do Recife”, destacou o prefeito João Campos, acrescentando que a manutenção do MDB na gestão não passa pela ampliação do espaço na Prefeitura do Recife.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp