Definição da chapa Boulos/Marta, em São Paulo, pode mexer na eleição do Recife

Márcio Didier

O anúncio de que Marta Suplicy aceitou a proposta do presidente Lula e será vice de Guilherme Boulos (PSOL) à Prefeitura de São Paulo tem potencial de mexer nas eleições do Recife. Isso porque o prefeito e candidato à reeleição Joao Campos (PSB) não se vê sem o PT na disputa de outubro.

A bronca é que a virtual definição da chapa em São Paulo formada sob os auspícios de Lula e, consequentemente do PT, complica o campo de centro esquerda na capital paulista. O PSB do prefeito do Recife tem candidato na maior cidade do País, a deputada federal Tabata Amaral, noiva de João Campos. Inclusive, em dezembro o apresentador José Luis Datena se filiou ao PSB e tem o nome cotado para ocupar a vice da deputada paulista. É rolo, viu.

Esse é mais um ingrediente na relação entre o prefeito do Recife e o PT. Por mais de vez, os petistas externaram publicamente que não abrem mão da vice na chapa de João Campos. Isso foi dito com todas as letras pela presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, em setembro, no Recife. O senador Humberto Costa, no final do ano passado, reforçou esse desejo da vice para a legenda.

Equação difícil

Mas a equação não é tão simples de resolver. Pelo contrário. Há quem fale que o PSB não estaria disposto a entregar a vice a outro partido, visto que João Campos teria projeto de disputar o governo do Estado, em 2026. Colocar outro partido na vice é entregar a prefeitura por mais de dois anos para outra legenda, com possibilidade de reeleição. E essa hipótese não agradaria aos socialistas.

Tentando desatar os nós, representantes das direções do PSB e do PT, entre eles João Campos, Gleise e Humberto Costa, se reuniram no final de novembro para começar a traçar o mapa eleitoral das duas siglas em todo o País. Ficaram de voltar a se reunir no futuro. Só que, desta vez, o caminho do PT em São Paulo já estará resolvido. Teoricamente, do PSB também.

Resta saber quanto cada agremiação estará disposta a abrir mão para chegarem a um acordo no Recife.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp