PCR comemora o resultado dos três dias da festa da virada

Na última noite de 2023 e início do primeiro dia de 2024, os recifenses e turistas festejaram ao som de ritmos como frevo, samba, brega, piseiro e sertanejo nos quatro polos do Virada Recife 2024: Pina, Ibura, Lagoa do Araçá e Morro da Conceição. O prefeito do Recife, João Campos, esteve no polo Pina, onde conferiu de perto o trabalho dos servidores da Prefeitura e fez um balanço da festa. Este, que foi o maior Réveillon da história, contou com as apresentações de Ivete, André Rio, Mari Fernandez, João Gomes, Alceu Valença, Felipe Amorim, Xand Avião, Raphaela Santos, Jonas Esticado, Priscila Senna, Conde Só Brega, entre outros.

“É muito bom ver a satisfação das pessoas. Quando a gente faz algo desse tamanho, é pensando sobretudo nos recifenses. E a gente viu que os três dias foram concluídos com muito sucesso, muita gente, muita organização. Uma festa pacífica, isso vale muito. Que 2024 seja um ano muito abençoado, de grandes conquistas e muitas realizações. A gente é uma cidade que sempre está na ponta, tá na vanguarda, tem um espírito gigante, então a gente precisava de algo muito grande como esse. O Recife merecia o Réveillon desse”, destacou João Campos.

Avaliação positiva

O secretário de Turismo e Lazer do Recife, Antonio Coelho, avaliou positivamente os três dias de evento.

“O Recife provou, de forma enfática, a sua capacidade de fazer eventos em larga escala, de fazer festas bonitas, que combinam com o coração da população, mas também festas seguras. Então a gente está devolvendo para o Recife a capacidade de poder usufruir a sua cidade dessa forma. Isso é muito importante porque a gente vê todo o impacto econômico desse tipo de evento. O nosso Réveillon proporcionou a geração de mais de 30 mil empregos. São 30 mil pais e mães de família que vão ter o início de 2024 com a sua situação econômica mais sólida”, comentou Antonio Coelho.

A cantora Mari Fernandez foi uma das atrações da noite no polo Pina e encantou o público com alguns dos seus maiores sucessos:

“É uma alegria muito grande vir para Recife no Réveillon. Aqui eu tenho muitos fãs que me acompanham”, contou Mari Fernandez.

Mestre Alceu

No Pina, quem cantou na hora da virada foi Alceu Valença; na Lagoa do Araçá, o novo ano foi recebido por Rafa Lira; o Ibura contou com o potência da Banda Kitara neste horário e o Morro da Conceição teve Alex Júnior no palco no momento da chegada de 2024.

COP

A Virada Recife 2024 contou com o monitoramento do Centro de Operações do Recife (COP) integral em todos os polos. Isso significa que todos os órgãos, entre eles CTTU, Emlurb, SAMU, Guarda Municipal, Controle Urbano, entre outros, trabalharam de forma integrada nas ações. O resultado foi o controle e acompanhamento em tempo real de tudo que se passava na cidade.

“A gente montou uma estrutura do COP aqui dentro do evento, no Polo Pina, para monitorar de perto todas as ações dos órgãos envolvidos e solucionar, de forma rápida e eficaz, todos os entraves naturais de um evento de grande porte como esse. Não registramos nenhuma ocorrência mais relevante e tudo ocorreu dentro do padrão aceitável. Vamos levar a experiência desenvolvida aqui para todos os próximos grandes eventos na cidade, como o Carnaval, que já está em planejamento”, afirmou Anderson Soares, secretário-executivo do COP.

FOTO: Edson Holanda / PCR

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp