A pedido de Antônio Moraes, Alepe fará audiência pública sobre adubo orgânico

A Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCLJ) da Assembleia Legislativa decidiu promover uma audiência pública na próxima semana para discutir o projeto de lei de autoria do deputado Antônio Moraes que estabelece regras mais rígidas para a utilização, comercialização e transporte de adubo orgânico no Estado, além de disciplinar a aplicação de defensivos agrícolas.

Presidente da CCLJ, Moraes apresentou a proposta visando a proteção dos animais contra a praga da “mosca de estábulo”, que vem atacando rebanhos em vários municípios da Zona da Mata e Agreste de Pernambuco.

Embora já tenha sido aprovado pela CCLJ, o projeto de lei recebeu novas emendas e voltou à pauta. A intenção do presidente da comissão, ao convocar a audiência pública, é dirimir todas as dúvidas para assegurar a aprovação em plenário.

Para isso, serão convidadas várias entidades ligadas à agropecuária no Estado, além de representantes de órgãos oficiais, com a Secretaria de Agricultura, Adagro, CPRH e Ministério Público.

“Esse projeto já foi amplamente discutido. Mas como ainda há quem tenha questionamentos, queremos aprofundar ainda mais a discussão, ouvindo todos os segmentos diretamente envolvidos”, explicou Antônio Moraes, acrescentando que a intenção é resolver também um problema de saúde pública, já que além dos rebanhos, animais domésticos e até algumas pessoas já sofreram ataques da mosca de estábulo.
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O EDITOR
Márcio Didier

Márcio Didier é jornalista, formado pela Universidade Católica de Pernambuco, com passagens pelo Jornal do Comércio, Blog da Folha e assessoria de comunicação

ANUNCIE AQUI
Galeria de Imagens
Mande sua pauta e se cadastre
Enviar via WhatsApp